26/04/2011

Clube do Livro: A Menina que Roubava Livros


  Sinopse:  Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em ‘A menina que roubava livros’. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, ‘O manual do coveiro’. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito.

 Comentários:  A primeira vez que eu ouvi falar desse livro, não dei muito valor. Ouvia um monte de gente falando que era muito bom, que tinha adorado e blablabla, mas achava que era só mais um papinho de gente querendo parecer cult porque o livro estava no seu auge...

Até que um dia, minha mãe trouxe uma revista da Avon que estava com vários livros baratos pra eu ver, e achei que "A Menina que Roubava Livros" era o que parecia ser o mais "legível" de lá, e acabei comprando. O livro chegou, e ficou na minha estante, juntando poeira.
No feriado de carnaval, meus pais decidiram viajar para a casa de praia de uns amigos deles, e como não sou chegada em "locais onde não vai ter internet pra mim", resolvi levar dois livros: A Batalha do ApocalipseA Menina que Roubava Livros. Já estava mais que na metade do primeiro, então resolvi o ler lá. Eu lia o dia toodo, mas ficava meio que enrolando, pra não ter que ler "o outro livro chato" e dar tempo de ir logo pra casa e voltar pro meu pc. Terminei ele em um dia antes de irmos pra casa... Mas então, minha mãe resolveu ficar mais mais um tempo, ai lá fui eu, ler o livro chato. Quando terminei de ler A Menina que Roubava Livros em três dias, eu me perguntei: POR QUÊ EU NÃO LI ESSE LIVRO ANTES?!
Foi aí que eu ví que todos aqueles comentários não estavam mais do que certos, o livro é emocionante (chorei tanto), tocante, envolvente, é maravilhoso! Você se encanta com os temas debatidos (guerra, leitura, amor, felicidade, morte...), com o fato de ser a morte contando a história e com as personagens. Me apaixonei pelo Rudy, pelo Max e pelo Hans e pela Morte (que é um cara), e a Liesel é uma garota admirável e muito forte, pra aguentar tudo o que passou, e muito corajosa. Eu não sei mais o que dizer, só sei que você tem que ler esse livro o quanto antes, pois não faz ideia do que está perdendo *-*
Beijos beijos, Gabe
Postado por :: Gabe Valente

3 comentários:

Olá, sou do blog Paradise Girls.
Sempre estamos conhecendo novos blogs, e fazendo novas amizades através disso, e adoramos.
Achei seu blog e é a primeira vez que visito, e eu amei.
Já estou seguindo.
Beijos,
http://paradiisegirls.com
@Adrielly: Muito obg! Vou dar uma passadinha no seu também :D

@Ray: Leia sim, vai adorar. Obrigada, irei passar! :D
Anônimo
Eu acabei de pedi o livro pela internet quero chega logo estou muito ansioso pra poder ler bjjjjssssssssssss

Postar um comentário

Comente à vontade! E não esqueça de deixar o link do seu blog ou site, para eu visitar de volta! :D xx